sexta-feira, 14 de julho de 2017

Nítidas vitórias — poesia de Suzana Castro



O dia nasce formoso,
Colorido de fecundas airosidades,
Mas um ato nefasto,
Pode polui-lo com o puro dissabor.

Por isso trilho em frente,
Busco dar o meu melhor,
Sei que nítidas vitórias me esperam,
É vou recolhe-las com todo meu amor.

Mas terei de caminhar com a plena eutimia,
Em absorção a ética;
E se tropeçar em problemas,
Persuadi-los em sucesso.

Não é descomplicado,
Mas empreender-se,
É um passo ao êxito;
Enquanto houver força de vontade,
Minha lucidez me guiara,
Ao meu objetivo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário