segunda-feira, 8 de maio de 2017

Esclarecimento – poesia de Suzana Castro



Tantas vezes,
Tampoucos minutos,
E o que resta,
E o que forma,
Um clipe de romance de segundos,
Reações e desejos
Incompreensíveis.

O que custa esclarecer,
Não faltou a luz do cineasta,
Equipamentos em perfeito estado...

Quando este romance irá brilhar,
Talvez quando a luz da 
Insegurança apagar...

E o que restou,
E o que sobrou,
Pedaços de um amor escondido,
Em meio a escuridão da insegurança...

Esclarecimento indefinido,
Amor culpado,
Dentre o cinema,
Ator indeciso...

Não sabes se machuca,
Não sabes se defende,
Não sabes o que quer...

Nenhum comentário:

Postar um comentário